Páginas

domingo, 15 de janeiro de 2017

Hokuto no Ken - Uma Obra Sem Igual !!!


Hokuto no Ken, essa obra incrível criada por
Buronson e Tetsuo Hara será o tema do artigo de hoje, vamos nessa
e You Wa Shock.


O mangá foi lançado em 1983 na Shonen Jump, a maior revista
de mangás do Japão.
A trama se passa em uma versão pós-guerra nuclear dos anos 90.
É nesse mundo devastado e habitado por aldeias de pessoas humildes, gangues
e exércitos cruéis, que a história se desenrola.


Hora de falar dos principais personagens da trama.







Keshiro - O Salvador do fim do século


O protagonista da história é Kenshiro Kasumi o sucessor
e utilizador da arte marcial mais mortal de todos os tempos:
O Hokuto Shin Ken.

Essa arte marcial tem como foco os pontos vitais do oponente, fazendo
com que o utilizador possa a usar das mais diversas maneiras, desde fazer um homem
andar de quatro pelo resto da vida, fazer alguém ficar com os braços inutilizados e claro, matar
o adversário da maneira mais violenta possível, os fazendo explodir de dentro
pra fora.


Antes de continuar falando do Kenshiro, eu tenho que falar
antes do mundo em que a história se passa.


Hokuto no Ken, também conhecido no ocidente como
The Fist of The North Star, se passa em um futuro pós-guerra nuclear,
mais precisamente nos anos 90.

Na época que o mangá saiu, ainda existia aquela velha rivalidade
entre EUA e Rússia, por isso esse tema é abordado na trama, além do
mais, ela pegou como inspiração a própria franquia Mad Max.


Bem depois que o mundo acabou, só restaram
dois tipos de pessoas: as vítimas e os bárbaros.

Porém Kenshiro não se encaixa em nenhuma das duas, ele um pária,
um guerreiro honrado em uma era sem honra.

No início da série ele está procurando sua amada Yuria, que foi lhe tomada á força
pelo seu ex-amigo Shin.

Shin é o responsável pelas cicatrizes no peito de Kenshiro que representam
a sua constelação.(os autores gostam de fazer relações com as estrelas.)

Durante sua busca, Ken conhece duas crianças órfãos chamados
Lynn e Bart, que se tornam seus amigos e companheiros de viagem.

A personalidade de Kenshiro é condizente com a era em que vive
e com as tragédias que ocorreram em sua vida.

Ele é sério e fala pouco.
Raramente sorrir, mas tem muita bondade no coração, apesar
de conseguir ser cruel e até mesmo sádico com os vilões.

Ele consegue trazer esperança e até mesmo libertar o que tem de melhor nas
pessoas.


Em relação as suas habilidades de luta, Ken é o herdeiro do
Hokuto Shin Ken ou seja ele já começa a história forte
pra cacete e isso só aumenta até o final dela, chegando em
níveis á la Dragon Ball Z.








Yuria


A bela Yuria é a principal personagem feminina da série.
Noiva de Kenshiro, ela foi raptada por Shin logo no início da história
e levada para "cidade" de Southern Cross, onde contra a vontade
se tornou a rainha, do auto proclamado rei Shin.

Nem é preciso dizer que Yuria sofreu bastante lá.
Não, Shin não a maltratava, pelo contrário, dava á ela
tudo do bom e do melhor que havia restado no mundo, em tentativas de
comprar o seu amor.

Mas o único que Yuria sempre amou até o fim, foi o Kenshiro.

Yuria esperou por Kenshiro por muito tempo, sem saber até se
ele estava vivo ou não.

Mas sem querer dá spoilers, infelizmente Yuria e Kenshiro
não tiveram um final feliz.








Shin


Shin era o  melhor amigo de Kenshiro e um dos mestres da também terrível
arte marcial chamada Nanto Sei Ken.

Enquanto que o Hokuto Shin Ken foca na força, o Nanto
é uma arte mais "graciosa", mas não menos violenta, já
que os seus usuários conseguem cortar os seus adversários como
se eles fossem feitos de papel.

Bem, Shin incentivado por um dos irmãos de Kenshiro, derrotou o mesmo
em um duelo, como já dito fez as cicatrizes em seu peito, raptou Yuria por quem
também era apaixonado e deixou Ken para morrer no deserto.


Enquanto vivia com Yuria, Shin tentou de todas as maneiras conquistá-la,
mas como também já disse, ela só amava o Kenshiro.

Shin foi o principal vilão da primeira fase da história e após 
muitos capítulos(e episódios) ele e um vingativo Kenshiro
tiveram sua tão esperada batalha e dá pra imaginar qual foi
o resultado não ?!











Lynn


A primeira "sidekick" de Kenshiro é a pequena Lynn.
No começo ela era uma menina traumatizada pelas violentas
mortes de seus pais e por isso não falava.

Ken a curou e salvou sua vida, fazendo que ela
virasse a sua maior "fã" após isso.

Lynn (e Bart) passaram a acompanhar Kenshiro
pelo mundo devastado e a menina mostrou muitas vezes coragem
e determinação.








Bart


O segundo companheiro de viagem de Ken é o 
esperto Bart.

No começo ele parece um garoto egoísta que só
se importa consigo mesmo, mas no decorrer da história
é revelado que isso na verdade era uma espécie de 
auto-defesa.

Graças as influências de Kenshiro e Lynn, o menino
se revela uma pessoa melhor, sendo até mesmo disposto
á sacrifícios pelos outros.

Bart também é o principal alívio cômico
da história.









Rei


Na minha opinião é um dos melhores personagens da franquia.

Rei é um dos mestres de Nanto e quando apareceu 
era um homem vingativo á procura de sua irmã desaparecida.


Ele mudou após conhecer Ken e os outros e se apaixonar
por Mamiya( já falo dela)

Rei tinha tanta estima por seus companheiros, que chegou
a se sacrificar por eles.







Mamiya


Depois de Yuria e Lynn, outra personagem interessante da série
é a Mamiya.

Ela é uma mulher forte e determinada, líder de uma aldeia
que protege com a vida.


Quando conheceu Kenshiro, se sentiu atraída por ele,
mas como nosso amigo só quer saber de sua amada Yuria
acabou não rolando nada.

Depois disso apareceu o Rei, que logo se apaixonou por ela.

Mamiya no começo resistiu as investidas do rapaz, mas logo
viu que também o amava, infelizmente eles não
conseguiram ficar juntos.







Toki


Para todos os efeitos,Toki é a versão de Jesus da história.

Irmão mais velho de Kenshiro, Toki não gosta de usar suas
habilidades marciais para a violência e sim para curar
as pessoas.

Toki, deveria ter sido o herdeiro do Hokuto Shin Ken,
mas quando o mundo acabou na guerra nuclear, ele se sacrificou
para proteger Ken, Yuria e um grupo de pessoas em um abrigo nuclear,
enquanto ele ficou do lado de fora sendo exposto á radiação.

Mas como cabra macho que é Toki sobreviveu a radiação, mas ficou
com os cabelos brancos e claro com câncer.

Porém Toki ainda viveria bastante, reencontrando Kenshiro e o ajudando
no que podia, até finalmente encontrar o seu fim.





Jagi


Um grande filho da puta.

Me desculpem o palavreado, mas não há outra maneira
melhor de resumir esse canalha.

Muitas das desgraças que ocorreram na história foram culpa de
Jagi.
Ele tentou matar o Kenshiro, quando soube que ele havia
se tornado o sucessor do Hokuto Shin Ken e claro
tomou uma surra sem igual.

Mas Ken bondoso como é, o deixou vivo, porém
deformado, o obrigando á usar ferros na cabeça
que impedem que ela exploda.

Pra esconder sua cara feia, Jagi passou á usar
uma máscara o tempo todo.

Ele então armou uma vingança cruel contra 
Kenshiro, induzindo Shin a mata-lo 
e tomar a Yuria para si.
(Sim, foi culpa dele.)

Quando soube que esse plano sádico
não havia ocorrido como ele queria,
o miserável iniciou outro.

Ele sabia que Kenshiro era conhecido como
o Homem das Sete Cicatrizes.

Por isso fez marcas similares em seu próprio
peito e começou a cometer atrocidades se passando
pelo irmão.

Uma delas foi matar os pais de Rei e sequestrar
sua irmã, visando que Ken e Rei se matassem.

Porém esse plano também não funcionou e Jagi
finalmente encontrou seu destino nos punhos 
de Kenshiro.

Dos quatro irmãos do Hokuto, Jagi é sem dúvida
o pior.

O mais cruel e sádico e sem nenhuma honra.









Raoh / Ken-Oh


Ken-Oh significa literalmente:
O Rei do Punho, um título que resume perfeitamente bem o personagem.

Desde pequeno Raoh treinou determinado á ficar mais forte, esse sempre foi
o principal objetivo na vida.

Após passar a ser treinado pelo mestre Ryuken junto com seu irmão de
sangue Toki e os adotivos Jagi e Kenshiro, Raoh era a escolha óbvia
para ser o sucessor do Hokuto Shin Ken, porém ele tinha um defeito
grave que seu pai e mestre não pode ignorar: ele é ambicioso ao extremo.

Não sério, os sonhos de grandeza são tantos, que ele almeja
derrotar os deuses e tomar o lugar deles como governante do
universo, sim isso é verdade.


Bem, posso dizer que Raoh chegou bem perto do
seu objetivo, ele se tornou Ken-Oh líder de um 
exército extremamente numeroso e só de ouvir seu 
nome as pessoas tremiam de medo.

Montando em seu cavalo negro,
o enorme Kokuoh-Go, Ken-Oh
espalhava terror pelo mundo devastado.

A luta final entre ele é Kenshiro
é uma das coisas
mais macho que existe na história dos
animes.

Não, sério ela é épica.




Hokuto no Ken em outras mídias


Como era de se esperar, Hokuto ganhou bastante 
versões em outras mídias além
do mangá e do anime, vamos falar um pouco
delas agora.






Filmes


Hokuto tem uma boa quantidade de filmes que resumem
ou mostram versões alternativas da história.

Se você não conhecia HNK, se interessou, mas
não tá afim de assistir ao anime, os filmes podem ser
uma boa opção.

Recomendo que você assista á todos os filmes
exceto um.



O Filme Live-Action


Passe longe, muito longe dessa desgraça.

Como acontece em nove de dez adaptações de animes
para o cinema, o live-action de Hokuto é tosco ao extremo.

Produzido nos EUA em 1995, o filme até tenta
adaptar o primeiro arco da história, mas os efeitos
ruins, atuações ridículas, cenas de lutas chatas
e roteiro tenebroso fazem do filme uma
desgraça completa.

Apesar de ter sido produzido nos anos 90, o filme
tem cara e estética da década anterior.

Sério, ele parece um 
Cyborg - O Dragão do Futuro,
só que pior e sem Van Damme.

No Brasil o filme ficou
conhecido como o
"Guerreiro da Estrela Polar."
e foi exibido na Globo
nos Domingos Maior da vida.

Agora, uma opinião pessoal.

Ao contrário da maioria, eu acho sim
possível fazer bons filmes live-action de animes.

A trilogia do Samurai - X tá aí pra provar isso.

E na minha opinião, Hokuto é um que
poderia ser facilmente adaptado
se fizessem direito.





Bem, vamos continuar.




Games



HNK tem uma boa quantidade de games, mas infelizmente eu não tive
contato com a maioria deles, por isso vou falar
dos games que mais conheço da
franquia.




Hokuto no Ken - Master System


Na verdade como a maioria das pessoas que conhece 
esse jogo aqui no Brasil, eu não o conheci por sua versão
original e sim por sua releitura, o Black Belt.


A história por trás disso é muito interessante.

Hokuto no Ken nunca foi muito famoso no ocidente,
na verdade ele demorou bastante tempo pra chegar
nos EUA por exemplo.

Por isso em 1986, ninguém sabia o que era Hokuto no Ken.

A Sega então decidiu "ocidentalizar" a obra, criando
o Black Belt em cima do game original do Hokuto no Ken.

Sai o mestre do Hokuto Shin Ken, Kenshiro e 
entra o karateka Riki.

Sai o mundo pós-apocalíptico e entra
uma cidade dos anos 80 e por aí vai.

(Duas versões de um mesmo game.)




Apesar das mudanças nos gráficos
e na história, os games ainda tem algumas
similaridades, como a jogabilidade.

(A capa japonesa é bem melhor.)









Hokuto no Ken - Mega-Drive


Algo similar aconteceria anos depois com
o game de Hokuto lançado no Mega-Drive.

Esse game é baseado na segunda fase
da história chamada simplesmente de
Hokuto no Ken 2.

Essa fase mostra um Kenshiro mais maduro
e brutal do que nunca e Lynn e Bart
crescidos, se liga na incrível

Bem,o game é um beat 'em up legalzinho,
mas na versão americana mudaram bastante coisa.

Renomeado de Last Battle, o game
apesar de conservar os mesmos gráficos, teve os nomes
dos personagens e os diálogos
durante as fases alterados, além de reduzirem
a violência.


(No original os inimigos explodem, na versão EUA, eles só voam longe.)





E mais uma vez a capa ocidental
é ridícula.
(Na verdade essa capa de Last Battle é uma das mais cafonas que já vi.)


(Ken com calça colada e dando chutinho de moça, PQP.)






Além dos jogos da Sega, Kenshiro teve uma boa
quantidade de games nos consoles da Nintendo,
Famicom e Super Famicom.
(Conhecidos no Ocidente como Nintendinho e Super Nintendo)

Os estilos dos games variavam entre jogos de fase, beat'em up e 
luta.




(Alguns dos jogos de Hokuto nos consoles da Nintendo.)




Kenshiro e sua turma também
aparecem em um espetacular
jogo de luta produzido
pela Arc System e lançado
para arcades e PlayStation 2.


(Os gráficos desse jogo são lindos demais.)






Mas recentemente Kenshiro estrelou jogos 
de pancadaria pura, que colocam ele
sozinho contra exércitos.
Esses games foram lançados para
XBox 360 e PS3.


(Kenshiro e sua trupe nos jogos mais recentes.)







Hokuto no Ken no Brasil


Infelizmente o mangá e o anime de HNK nunca chegaram ao Brasil
de maneira oficial.

O anime acredito que se deva ao alto grau de violência
da série, acho que nenhuma TV aberta ousaria
exibi-lo.

Já o mangá acho que é só falta de interesse mesmo, já
que foram publicados por aqui, histórias tão ou
mais pesadas que a de Kenshiro.

Talvez as editoras achem que não terão lucro.

Pode até ser, mas sei que mesmo não tendo sido
lançado oficialmente por aqui Hokuto tem muitos
fãs brasileiros.

Imagina se o mangá saí-se aqui ?

Acho que esse número aumentaria.

Bem é isso galera, vou terminar o artigo por
aqui.

Até.




Omae wa mou shindeiru.























sábado, 14 de janeiro de 2017

Assassin's Creed - Crítica.


E chegamos ao primeiro grande filme do ano
(que na verdade, devia ter sido o último de 2016)
e qual será o resultado de Assassin's Creed
adaptação de uma das maiores franquias
dos games de todos os tempos ?

Vamos descobrir.





Antes de mais nada, devo revelar que eu nunca fui
fã de Assassin's Creed.

Joguei pouquíssimo dos jogos e sei bem pouco 
da história da saga.

Porém, considero games muito bem feitos e com
enredos espetaculares.

Quando anunciaram que a franquia seria adaptada
para o cinema, eu não fiquei animado e nem pessimista.

Pensei apenas:"- Ok, vamos ver no que isso vai dá."


Mas infelizmente, não deu em coisa boa.



Os pontos positivos do longa, são as cenas
de ação espetaculares e as referências aos games.

Mas os pontos negativos praticamente anulam os bons.

A história é ok e adapta quase que fielmente a trama 
do primeiro jogo da franquia, porém os
personagens são mal-desenvolvidos e você
não consegue sentir empatia por eles.


E quando você não sente empatia por
personagens vividos por
Michael Fassbender, Marion Cotillard
e Jeremy Irons, nós temos um problema.




Bem, o filme não é tão ruim quanto algumas
críticas estão dizendo, mas deixa a desejar mesmo,
infelizmente é verdade.

Pelo visto a "sincronia" entre
games e o cinema ainda irá 
demorar para ocorrer.





Título: Assassin's Creed

Ano: 2016

Direção: Justin Kurzel

Roteiro: Bill Collage
Adam Cooper e 
Michael Lesslie


Elenco: Michael Fassbender, Marion Cotillard,
Jeremy Irons, Michael K. Williams, Ariane Labed,
Brendan Gleeson, entre outros.

Nota: 6/10










sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Personagens Gatas - Morrigan Aensland !!!

(Artigo para ler ouvindo Marvel vs Capcom - Morrigan Theme.)

Ah finalmente ela chegou aqui no Personagens Gatas
a súcubo que mexe com a cabeça de dez entre dez otakus.

Morrigan Aensland.


Como a maioria dos otakus, cosplayers e 
virgens sabem, Morrigan apareceu pela primeira vez
em 1994, lá no primeiro Darkstalkers.

Desde então ela habita á mente de todos nós, com
suas poses provocantes, roupa mais provocante ainda
e comportamento sensual.

Tanto que o sucesso da Morrigan foi tremendo, tão tremendo que
a Capcom tratou de enfiar("enfiar" hummmm) a mesma
em tudo quanto foi game crossover.

Além de mais tarde criar uma irmã para ela
a Lilith, que é aquela personagem feita para
nós pervertidos nos sentimos culpados por sentir 
atração.

ÉÉÉÉ !!!

Melhor passar logo para as imagens, antes que eu me complique ainda mais.














































































Até a próxima safadenhos.



























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...